logo

logo logo logo Colab

Licitações FeSaúde

SEPLAG – UGP/CAF

Licitações SMEL

Licitações Sexec

Licitações SMEL


Início
"Arte na Rede" leva arte virtual à população de Niterói PDF Imprimir E-mail

27/03/2020 - Considerando a situação atual de pandemia que o Brasil e o mundo vivem e a necessidade de cancelamento de eventos culturais presenciais, além do fechamento dos equipamentos culturais em Niterói, a Secretaria das Culturas e a Fundação de Arte de Niterói desenvolveram o projeto "Arte na Rede", que leva, por meio das redes sociais Cultura Niterói (Facebook e YouTube) apresentações artísticas virtuais de livre acesso ao público, que poderá acompanhar as produções gratuitamente em sua residência.

O projeto teve início na segunda, dia 23. A programação continuou a pleno vapor com as apresentações de Luã com Imersão Urbana - introdução ao Hip Hop - vídeo aula sobre dança (25-03); Skid - Oficina de graffiti (26-03, às 15); além de Pedro Victteri pocket - show, voz e violão –, no dia 27, às 19h. No sábado, dia 28 de março, o público vai poder assistir a um vídeo de dança com Elizete Mascarenhas, às 11h, e a criançada não pode perder, também neste dia, às 15h, a contação de história do livro “A menina que saiu da Ilha”, por Ana Luiza França.

No domingo, dia 29, às 11h, vai ter circo, com a Cia Mala de Mão, com Eddie e a companheira Thalita; e às 15h, vai ter “Histórias da mitologia grega”, com Juliano Antunes. No dia seguinte, segunda, às 15h, é a vez da Bia Bedran e sua contação de história. Na terça, 31, às 15h, vai ter oficina de encadernação teatral, com Anna Just. A programação continua na quarta, às 15h, com o músico Silvério Pontes e seu ‘Choro na varanda’. Para saber mais sobre as outras programações, o público pode acompanhar todas as redes sociais da Cultura Niterói (instagram, facebook e YouTube).

Como o setor cultural é um dos mais atingidos pelas necessárias ações que estão sendo tomadas pelo poder público, a fim de evitar a disseminação do COVID-19, o "Arte na Rede" tem como objetivo contribuir com a economia cultural e com a propagação artística. Os conteúdos são realizados dentro dos parâmetros indicados pela Organização Mundial de Saúde – OMS -, a partir do isolamento dos profissionais envolvidos, que realizam as apresentações dentro de suas casas, com a interação do público que estará assistindo.

Segundo o presidente da Fundação de Arte de Niterói, André Diniz, "a proposta do Arte na Rede é minimizar a crise do setor artístico da cidade e levar entretenimento de qualidade para a população em quarentena. Em breve, anunciaremos mais medidas para o setor, mas enquanto isso, por favor, fiquem em casa".

O projeto pretende selecionar até 45 propostas por mês, com um cachê de R$ 1.500,00 (mil e quinhentos reais) por apresentação - os mesmos valores do Projeto Arte na Rua, que foi temporariamente interrompido.

Os programas, com aproximadamente 50 minutos de duração, possuem diversas linguagens artísticas, como música, artes cênicas, dança, artes visuais, contação de histórias para crianças, literatura, oficinas, seminários, difusão de processos, entre outras. “O Arte na Rede” conta com a participação de artistas nascidos ou residentes na cidade de Niterói. Artistas de outros municípios do Estado do Rio de Janeiro que comprovarem ter sua atuação ou desenvolvimento contínuo de trabalhos na cidade de Niterói, também podem participar.

Próximas atrações da semana:

28 de março, sábado

Horário: 11h

Eliza Mascarenhas – dança

Sobre a atividade: a consciência do corpo é o reconhecimento do conjunto das estruturas representativas , simbólicas e semióticas  que servem de base à ação motora.

Ela pode ser usada por todos, independente de ser bailarino(a) e é indicado para todas as idades.

28 de março, sábado

Horário: 15h

Ana Luiza França – contação de histórias – livro “A menina que saiu da ilha”

Sinopse: história de uma menina que resolve ir além dos limites da ilha em que sempre viveu. Com sua mala mágica, ela se aventura em novos mundos e faz amizades diferentes. Uma narrativa de coragem e empoderamento para crianças de todas as idades.

29 de março, domingo

Horário: 11h

Cia Mala de Mão – apresentação teatral "Próxima Sessão" - circo

29 de março, domingo

Horário: 15h

Juliano Antunes – Histórias da mitologia grega – teatro | contação de histórias

Sobre a atividade: Histórias da Mitologia Grega vai entreter e divertir toda a família. Serão várias histórias contadas em episódios. Na primeira história, será narrada o início do mundo, ‘... e do Caos se fez a terra...’ mãe de todas as coisas, e também de CHRONOS, o deus do tempo que a ajudará a livrar-se das imposições de Urano quanto a geração de seus filhos.

30 de março, segunda-feira

Horário: 15h

Bia Bedran – ‘Arte da cantar e contar histórias’

31 de março, terça-feira

Horário: 15h

Anna Just – oficina de encadernação artesanal – artes visuais

1 de abril, quarta-feira

Horário: 15h

Silvério Pontes – Choro na varanda – música

Tem mais de 40 anos de carreira. Seguindo os passos do pai, Silvério Pontes se apaixonou pelo trompete logo na infância. O músico pegou no instrumento pela primeira vez aos oito anos, para integrar a Lira da Esperança, banda de sua cidade. Como compositor e instrumentista, ao longo dos anos, teve a chance de tocar ao lado de grandes nomes, como Luiz Melodia, Tim Maia, Ed Motta, Cidade Negra e Elza Soares. Entretanto, foi junto com José Alberto Rodrigues Matos - o Zé da Velha, um dos mais conceituados trombonistas do choro, que Silvério fez sua carreira. A dupla se conheceu na década de 80, mas firmou parceria apenas nos anos 90, após lançamento do primeiro disco juntos, o "Só Gafieira", pela gravadora Kuarup, lançado em 1995. Daí em diante, o duo tocou em vários lugares do Brasil e lançou diversos outros trabalhos.

 

Prefeitura Municipal de Niterói
Rua Visconde de Sepetiba, 987 - Centro - Niterói - RJ