Niterói tem 31 casos confirmados de Covid-19 Imprimir

26/03/2020 – No fim dessa quinta-feira (26), o Prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, atualizou os dados de casos confirmados do Covid-19 na cidade. No total, são 31 confirmados, entre eles 14 estão em isolamento domiciliar, 10, hospitalizados (três em Unidades de Terapia Intensiva) e seis casos já está recuperados. Uma pessoa morreu.

Para Rodrigo Neves, já é possível perceber um crescimento exponencial no aumento dos casos,  que já chegam a três mil em todo país, com mais de 75 mortos.

“Volto a falar da necessidade e da importância do isolamento social. Nterói está conseguindo evitar o avanço rápido do coronavírus. Por enquanto, ainda mantemos os casos importados trazidos por pessoas que vieram de viagem ao exterior ou tiveram contato com alguém que veio desse tipo de viagem. Niterói tem dados mais apurados pela proximidade do território e por ter uma rede de saúde mais estruturada, que abrange todas as regiões da cidade”, reforçou o prefeito.

O Secretário de Saúde, Rodrigo Oliveira, falou da estrutura que Niterói está montando para o enfrentamento ao Covid-19.

“Estamos com novos leitos exclusivos no Hospital Municipal Carlos Tortelly, teremos 30 novos leitos de terapia intensiva e parceria com o Hospital Universitário Antônio Pedro. Temos um trabalho intenso para colocar o hospital da região oceânica para funcionar em até 20 dias, com a possibilidade de ampliação em parceria com a rede privada. Tudo isso para criar mais leitos e salvar vidas”, ressalta o secretário.

Para garantir melhores condições de higiene para a cidade, o prefeito investiu em sanitização que vem, desde segunda (23), percorrendo os principais locais de Niterói. Depois de Icaraí, bairro que tem a maior concentração de idosos, foi a vez da Vila Ipiranga e Morro do Estado, duas das maiores comunidades e que concentram a maior população de baixa renda da cidade. Também foram higienizadas ruas de grande fluxo do Centro como Av. Amaral Peixoto, Av. Visconde do Rio Branco (trecho entre a Av. Marechal Deodoro até a Concha Acústica que pega o terminal rodoviário do centro, a entrada e fachada das barcas e vai até a Praça Juscelino Kubitschek), Rua da Conceição e paralelas, Bairro Chic (Fonseca – trecho que compreende a R. São Januário). Para esta sexta-feira (27), o cronograma de sanitização inclui o Morro do Preventório (Charitas), Morro do Cavalão (Icaraí) e outros locais de grande circulação.

Segundo o prefeito, cada dia é importante para salvar vidas e ter êxito com a redução do número de mortes e dos impactos econômicos.

“O trabalho de sanitização tem sido feito em grandes comunidades e ruas e locais de grandes circulação de pessoas. Serão 10 dias que a Companhia de Limpeza Urbana de Niterói (Clin) estará nas ruas com um trabalho intensivo. O produto fica por algumas semanas e reduz a possibilidade do vírus se expandir, mas não torna imune. Não é porque um local foi sanitizado que as pessoas podem ficar circulando. É necessário que mantenham os reforços de higiene pessoal e das residências”, lembra Rodrigo Neves.

Para dar um reforço na higiene também dentro das casas, o prefeito vai distribuir, a partir de segunda-feira (30), os kits de higiene (com álcool, sabonete, sabão em pó, água sanitária e detergente) para 80 mil famílias cadastradas no Programa Médico de Família. Não é necessário se dirigir ao posto de saúde. A equipe do Médico de Família vai à residência fazer a entrega e todo o trabalho de conscientização dos moradores.

Rodrigo Neves ressalta a importância da compreensão do setor privado também fazer sua parte e cumprir as regras de contenção da expansão do coronavírus e reforça que pelo número 153 as pessoas podem denunciar os estabelecimentos que não cumprirem o processo da quarentena. Em média, 200 ligações são recebidas por dia sobre o não cumprimento do decreto na cidade.

O prefeito ressalta que as ações tomadas têm tido resultados positivos e que a violência na cidade reduziu ainda mais nesse período. Além disso, o coronavírus, conseguiu realizar uma trégua política entre vereadores de oposição e da situação que trabalham juntos em prol da sociedade.

“O trabalho tem reunido esforços de toda a Câmara de Vereadores em aprovar por unanimidade várias ações para beneficiar a população como a aprovação ao apoio aos quase 10 mil microempreendedores individuais (MEIs), fundo de apoio ao crédito a pequenos e médios empresários para viabilizar capital de giro e manter as empresas fortes, funcionando e manter os empregos dos funcionários”, destaca Neves.

Essa última medida deve ser aprovada na próxima semana e vai permitir empréstimos a juros zero para o empreendedor, já que a Prefeitura que vai arcar com as correções. Além disso, o valor emprestado pode ser parcelado em até 36 meses  com carência de seis meses para dar tempo de a empresa começar a funcionar novamente. Outra medida voltada à economia é o projeto empresa cidadã que vai pagar um salário mínimo para até nove funcionários de empresas que tenham até 19 funcionários em sua lista de pagamento e se comprometer em não demitir nenhum pelo prazo de pelo menos seis meses.

“Não há contradição entre a concentração de esforços para lutar para salvar vidas e salvar a economia e manter de pé. Porém, o Governo Federal também precisa apoiar os pequenos e médios empresários. O país já vinha de um baixo crescimento mesmo antes do coronavírus e precisa de ajuda”, finaliza Rodrigo Neves.