Prefeitura de Niterói vai distribuir gratuitamente um milhão de máscaras para moradores da cidade Imprimir

HO_6777 (2)

07/04/2020 - O prefeito Rodrigo Neves anunciou nesta terça-feira (7) que a Prefeitura iniciará na quarta-feira (8) um trabalho de distribuição gratuita de um milhão de máscaras para toda a população da cidade. Os equipamentos foram comprados de pequenas e médias confecções da cidade e serão distribuídos por instituições religiosas, associações de moradores, equipes do Programa Médico de Família, das Unidades Básicas de Saúde e das administrações regionais.

 

"Nosso objetivo é distribuir essas máscaras em uma semana. Reitero que a nossa maior arma segue sendo o isolamento social. Mas, quem precisar ir às ruas, deve fazê-lo de máscaras, para se proteger e proteger os outros, já que muitos casos de coronavírus são assintomáticos. Gostaria de agradecer aos líderes religiosos da cidade, com quem me reuni ontem por videoconferência, e que vão nos ajudar nessas tarefas para que cada niteroiense tenha ao menos uma máscara quando precisar sair para a rua".

Hospital Oceânico - O prefeito visitou nesta terça-feira (7) o Hospital Oceânico, em Piratininga, que será aberto na sexta-feira (10) para o tratamento exclusivo de casos de Covid-19. A unidade, que estava desativada há dois anos, foi arrendada pela Prefeitura de Niterói e passa por um trabalho de adequação e instalação de equipamentos para entrar em operação.

"Em menos de 20 dias uma equipe extraordinária viabilizou a estrutura para que esse hospital comece a funcionar a partir de sexta-feira. As pessoas perguntam porque não usamos hospitais como o Santa Cruz ou o Hospital da Unimed, mas esses demandariam obras de adequação que levariam de quatro a seis meses para serem concluídas. Já teríamos passado do período mais grave dessa terrível epidemia. Esse hospital estará funcionando em um prazo recorde e, ao longo das próximas semanas, esperamos salvar muitas vidas nessa unidade", afirmou Rodrigo Neves.

A unidade montada no Hospital Oceânico será regulada pelo sistema de saúde de Niterói para receber apenas pacientes graves de coronavírus. Não haverá atendimento de emergência e as pessoas devem seguir procurando as unidades de urgência destacadas como referência para casos suspeitos de Covid-19 (Hospital Municipal Carlos Tortelly, Unidade de Urgência Mário Monteiro, Policlínica do Largo da Batalha e Policlínica da Engenhoca). E pediu que a população de Niterói seguisse cumprindo o isolamento social.

“Ao longo dos últimos 25 dias, adotamos uma série de medidas que permitiram que Niterói atravessasse essa crise com mais segurança que outras cidades do país. Entretanto estamos apenas no início dessa batalha. As próximas duas semanas serão muito difíceis, por isso nós temos que continuar perseverando no isolamento social”.

 O secretário municipal de Saúde, Rodrigo Oliveira, destacou a importância dos leitos que serão abertos com a inauguração da unidade na batalha contra o coronavírus em Niterói.

“Para ganharmos essa guerra, a melhor arma ainda é o isolamento social. Mas esse hospital nos dará uma retaguarda de leitos fundamental nesse momento", disse.

Ações econômicas - O prefeito destacou o esforço financeiro da Prefeitura de Niterói nas ações contra o coronavírus, com recursos próprios, e falou sobre a dificuldade enfrentada para comprar equipamentos e insumos para proteção individual em meio à crise mundial provocada pela pandemia da Covid-19.

"Não é brincadeira o que estamos passando. Os municípios estão sem nenhum apoio nesse momento, e os aparelhos e equipamentos de proteção individual estão escassos no mercado internacional. Nós compramos 80 mil testes rápidos há uma semana mas, infelizmente, só deveremos receber 40 mil até o fim dessa semana. Compramos 200 respiradores e estamos com dificuldade para receber todos. E temos várias cidades do país em situação ainda pior, sem nenhum leito de UTI ou respirador".

Boletim - De acordo com o boletim epidemiológico divulgado nesta terça-feira (7), Niterói tem 106 casos confirmados, 25 hospitalizados, sendo 15 em Unidades de Terapia Intensiva, 34 em isolamento domiciliar sendo monitorados pela Secretaria de Saúde do Município. A cidade registra, até o momento, dois óbitos e tem 45 curados.

Seis bairros concentram o maior número de casos confirmados: em Icaraí são 48, já temos o registro de 8 no Fonseca, 7 no Barreto, 6 em Santa Rosa, 5 na Engenhoca e 4 em Camboinhas.

“Hoje é comemorado o Dia Mundial da Saúde e aproveito para parabenizar e agradecer a cada profissional que se dedica a salvar vidas e está enfrentando essa luta com muito profissionalismo. Não podemos esquecer que Niterói já está na fase de transmissão comunitária do vírus. O coronavírus já se encontra em todas as regiões da cidade. E, por trás de cada número desse, temos uma vida, uma família. Precisamos perseverar no isolamento social. O nosso planejamento tem sido determinante para esse resultado. Vamos vencer essa batalha”, enfatizou Neves.

 Novas medidas - Nesta quarta-feira (8), o prefeito se reúne, por videoconferência, com os 21 vereadores, para discutir, entre outras medidas, quais ações serão adotadas para atender as famílias que não estão enquadradas no programa de renda básica temporária, como artesãos e ambulantes que não tenham alvará da Secretaria de  O secretário municipal de Planejamento, Orçamento e Modernização da Gestão, Axel Grael, informou que a distribuição dos cartões para as 35 mil famílias inscritas no Cad Único acontecerá entre os dias 20 e 27 de abril.

“Uma equipe da área técnica da Prefeitura está trabalhando arduamente neste processo”, disse o secretário Axel.

Kits de higiene e sanitização - O prefeito revelou ainda que já foram distribuídos mais de 50 mil kits de limpeza e higiene. Equipes das unidades básicas de saúde estão indo de porta em porta para fazer a entrega, e a meta é que 80 mil kits sejam distribuídos para todas as famílias pobres e de classe média baixa de Niterói até sexta-feira (10).

Prossegue também em Niterói o trabalho de sanitização de ruas e comunidades. O serviço chegou nesta sexta-feira às comunidades do Boavista, Serrão e Juca Branco, além das principais ruas do Pé Pequeno, Santa Rosa e Bairro de Fátima. Amanhã serão atendidas ruas de Camboinhas, Bairro Peixoto e Boa Vista, na Região Oceânica.

"As equipes da Companhia de Limpeza de Niterói e da Secretaria de Conservação estão realizando um trabalho incansável para cumprirmos a meta de chegar às principais comunidades e vias de Niterói até sexta-feira, dia 10", relatou o prefeito.

Prefeitura de Niterói vai distribuir gratuitamente um milhão de máscaras para moradores da cidade 

Distribuição será feita por instituições religiosas, associações de moradores e equipes do Médico de Família. Cidade tem 106 casos confirmados 


07/04/2020 - O prefeito Rodrigo Neves anunciou nesta terça-feira (7) que a Prefeitura iniciará na quarta-feira (8) um trabalho de distribuição gratuita de um milhão de máscaras para toda a população da cidade. Os equipamentos foram comprados de pequenas e médias confecções da cidade e serão distribuídos por instituições religiosas, associações de moradores, equipes do Programa Médico de Família, das Unidades Básicas de Saúde e das administrações regionais.

"Nosso objetivo é distribuir essas máscaras em uma semana. Reitero que a nossa maior arma segue sendo o isolamento social. Mas, quem precisar ir às ruas, deve fazê-lo de máscaras, para se proteger e proteger os outros, já que muitos casos de coronavírus são assintomáticos. Gostaria de agradecer aos líderes religiosos da cidade, com quem me reuni ontem por videoconferência, e que vão nos ajudar nessas tarefas para que cada niteroiense tenha ao menos uma máscara quando precisar sair para a rua".

Hospital Oceânico - O prefeito visitou nesta terça-feira (7) o Hospital Oceânico, em Piratininga, que será aberto na sexta-feira (10) para o tratamento exclusivo de casos de Covid-19. A unidade, que estava desativada há dois anos, foi arrendada pela Prefeitura de Niterói e passa por um trabalho de adequação e instalação de equipamentos para entrar em operação.

"Em menos de 20 dias uma equipe extraordinária viabilizou a estrutura para que esse hospital comece a funcionar a partir de sexta-feira. As pessoas perguntam porque não usamos hospitais como o Santa Cruz ou o Hospital da Unimed, mas esses demandariam obras de adequação que levariam de quatro a seis meses para serem concluídas. Já teríamos passado do período mais grave dessa terrível epidemia. Esse hospital estará funcionando em um prazo recorde e, ao longo das próximas semanas, esperamos salvar muitas vidas nessa unidade", afirmou Rodrigo Neves. 

A unidade montada no Hospital Oceânico será regulada pelo sistema de saúde de Niterói para receber apenas pacientes graves de coronavírus. Não haverá atendimento de emergência e as pessoas devem seguir procurando as unidades de urgência destacadas como referência para casos suspeitos de Covid-19 (Hospital Municipal Carlos Tortelly, Unidade de Urgência Mário Monteiro, Policlínica do Largo da Batalha e Policlínica da Engenhoca). E pediu que a população de Niterói seguisse cumprindo o isolamento social.

“Ao longo dos últimos 25 dias, adotamos uma série de medidas que permitiram que Niterói atravessasse essa crise com mais segurança que outras cidades do país. Entretanto estamos apenas no início dessa batalha. As próximas duas semanas serão muito difíceis, por isso nós temos que continuar perseverando no isolamento social”.

O secretário municipal de Saúde, Rodrigo Oliveira, destacou a importância dos leitos que serão abertos com a inauguração da unidade na batalha contra o coronavírus em Niterói.

“Para ganharmos essa guerra, a melhor arma ainda é o isolamento social. Mas esse hospital nos dará uma retaguarda de leitos fundamental nesse momento", disse.


Ações econômicas - O prefeito destacou o esforço financeiro da Prefeitura de Niterói nas ações contra o coronavírus, com recursos próprios, e falou sobre a dificuldade enfrentada para comprar equipamentos e insumos para proteção individual em meio à crise mundial provocada pela pandemia da Covid-19.

"Não é brincadeira o que estamos passando. Os municípios estão sem nenhum apoio nesse momento, e os aparelhos e equipamentos de proteção individual estão escassos no mercado internacional. Nós compramos 80 mil testes rápidos há uma semana mas, infelizmente, só deveremos receber 40 mil até o fim dessa semana. Compramos 200 respiradores e estamos com dificuldade para receber todos. E temos várias cidades do país em situação ainda pior, sem nenhum leito de UTI ou respirador".

  

Boletim - De acordo com o boletim epidemiológico divulgado nesta terça-feira (7), Niterói tem 106 casos confirmados, 25 hospitalizados, sendo 15 em Unidades de Terapia Intensiva, 34 em isolamento domiciliar sendo monitorados pela Secretaria de Saúde do Município. A cidade registra, até o momento, dois óbitos e tem 45 curados.

Seis bairros concentram o maior número de casos confirmados: em Icaraí são 48, já temos o registro de 8 no Fonseca, 7 no Barreto, 6 em Santa Rosa, 5 na Engenhoca e 4 em Camboinhas.   

“Hoje é comemorado o Dia Mundial da Saúde e aproveito para parabenizar e agradecer a cada profissional que se dedica a salvar vidas e está enfrentando essa luta com muito profissionalismo. Não podemos esquecer que Niterói já está na fase de transmissão comunitária do vírus. O coronavírus já se encontra em todas as regiões da cidade. E, por trás de cada número desse, temos uma vida, uma família. Precisamos perseverar no isolamento social. O nosso planejamento tem sido determinante para esse resultado. Vamos vencer essa batalha”, enfatizou Neves.  

 

Novas medidas - Nesta quarta-feira (8), o prefeito se reúne, por videoconferência, com os 21 vereadores, para discutir, entre outras medidas, quais ações serão adotadas para atender as famílias que não estão enquadradas no programa de renda básica temporária, como artesãos e ambulantes que não tenham alvará da Secretaria de Fazenda.

O secretário municipal de Planejamento, Orçamento e Modernização da Gestão, Axel Grael, informou que a distribuição dos cartões para as 35 mil famílias inscritas no Cad Único acontecerá entre os dias 20 e 27 de abril.

“Uma equipe da área técnica da Prefeitura está trabalhando arduamente neste processo”, disse o secretário Axel.

Kits de higiene e sanitização - O prefeito revelou ainda que já foram distribuídos mais de 50 mil kits de limpeza e higiene. Equipes das unidades básicas de saúde estão indo de porta em porta para fazer a entrega, e a meta é que 80 mil kits sejam distribuídos para todas as famílias pobres e de classe média baixa de Niterói até sexta-feira (10).

Prossegue também em Niterói o trabalho de sanitização de ruas e comunidades. O serviço chegou nesta sexta-feira às comunidades do Boavista, Serrão e Juca Branco, além das principais ruas do Pé Pequeno, Santa Rosa e Bairro de Fátima. Amanhã serão atendidas ruas de Camboinhas, Bairro Peixoto e Boa Vista, na Região Oceânica.

"As equipes da Companhia de Limpeza de Niterói e da Secretaria de Conservação estão realizando um trabalho incansável para cumprirmos a meta de chegar às principais comunidades e vias de Niterói até sexta-feira, dia 10", relatou o prefeito.