Niterói prorroga quarentena até 22 de abril e restringe acesso de veículos por aplicativo na cidade Imprimir

09-04-2020 – No pronunciamento diário nas redes sociais, o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, informou nesta quinta-feira (9) que vai prorrogar o período de isolamento social na cidade até 22 de abril. Outra importante medida para reduzir o fluxo de pessoas e diminuir a propagação do vírus na cidade é a restrição de transportes por aplicativos até o dia 18. Desde o dia 4, já estava instituído a proibição de entrada em Niterói de táxis de municípios limítrofes. O prefeito também anunciou a reabertura da janela de funcionamento específica para oficinas e lojas de material de construção, também até o dia 22.

Segundo o prefeito, o município do Rio de Janeiro decretou hoje estado de calamidade pública e, por isso, as medidas de prevenção precisam ser reforçadas.

“A cidade do Rio de Janeiro decretou estado de calamidade pública. As redes privadas e públicas de lá estão entrando em colapso. Venho alertando diariamente sobre a situação, que é a mais grave da história da nossa geração. Com saúde não se brinca. Paramos praticamente todos os serviços porque estamos concentrados em salvar vidas. As cidades vão viver uma crise sem precedentes. Você já salvou muitas vidas ficando em casa esses dias. É uma situação difícil, mas eu apelo que permaneça em casa. Além disso, a janela para oficinas e lojas de materiais de construção será novamente aberta até o dia 22”, reforçou Neves.

Outra medida anunciada pela prefeitura foi a restrição de entrada na cidade, que foi ampliada aos transportes por aplicativos de outras cidades, que não poderão circular em Niterói até o dia 18 de abril, a princípio.

“Eu preciso ser responsável e cuidar da vida de cada um de vocês e peço que os moradores dos municípios limítrofes sigam o exemplo de Niterói e fiquem em casa. Entre os dias 11 e 18 de abril, os carros por aplicativo não terão acesso à cidade”, explicou Rodrigo Neves.

A secretária municipal de Fazenda, Giovanna Victer, lembrou que a Prefeitura de Niterói inicia na próxima segunda-feira, dia 13, a entrega dos cartões para o pagamento do auxílio aos microempreendedores individuais (MEIs), que receberão R$ 500 por três meses.

"Ainda é possível consultar no site da Secretaria de Fazenda (https://fazenda.niteroi.rj.gov.br/site/beneficio-mei-consulta-cronograma-entrega/) o dia, horário e local onde poderá retirar o seu cartão. É fundamental que você compareça apenas na data e horário indicados, pois tudo está sendo organizado para que não aconteça aglomeração", afirmou a secretária.

Também na próxima segunda-feira (13) será aberto o cadastramento, no site da Secretaria de Fazenda, para empresas interessadas em aderir ao Programa Empresa Cidadã. Pelo programa, a Prefeitura de Niterói pagará um salário mínimo, pelos próximos três meses, para até nove empregados de empresas, entidades religiosas e organizações sindicais com alvará na cidade e que tenham até 19 funcionários. Essas empresas não poderão reduzir o número de postos de trabalhos até outubro.

Renda básica - O secretário municipal de Planejamento, Orçamento e Modernização da Gestão, Axel Grael, informou que a partir do dia 20 de abril começa a distribuição dos cartões para as 35 mil famílias inscritas no Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal. O benefício será de R$ 500 mensais, pago em abril, maio e junho, e poderá ser usado para compras de alimentos em rede credenciada.

“Vamos informar, em breve, de forma detalhada, como será realizada a distribuição desses cartões. Tudo está sendo planejado de forma organizada para evitar aglomerações”, explicou.

Distribuição de máscaras - Axel Grael falou também da distribuição gratuita de um milhão de máscaras de tecido pela Prefeitura de Niterói. As máscaras começaram a ser entregues na quarta-feira, pelo bairro de Santa Rosa. Nesta quinta-feira (9), a ação se concentrou em pontos do Centro e em Icaraí.

Agentes da Prefeitura, instituições religiosas, associações de moradores, equipes do Programa Médico de Família, das Unidades Básicas de Saúde e das administrações regionais atuam na distribuição. As máscaras foram compradas de pequenas e médias confecções do município e são de tecido lavável. Junto ao equipamento, está sendo entregue um folheto explicativo sobre a forma correta de uso e orientações para o processo de lavagem.

“Até a próxima semana estaremos concluindo essa distribuição de um milhão de máscaras.  A Prefeitura vem adotando medidas importantes que evita a propagação rápida do vírus e também o número de mortes. Com essas ações, estamos salvando vidas. Mas reforço o apelo para que cada pessoa faça a sua parte e fique em casa, só indo à rua em casos de necessidade. Lembrando sempre que quando sair é importante estar usando a máscara”, enfatizou Axel.

Ampliação de benefícios - O prefeito citou também que, em breve, deverá ter a aprovação da Câmara de Vereadores de duas mensagens executivas para incluir nos benefícios concedidos pelo município categorias como artesãos e ambulantes que não tenham alvará na Secretaria de Fazenda e não sejam MEIs, além de um auxílio para os taxistas.

“Estamos tentando também a ampliação para outras categorias como pescadores e bancas de jornais. Estamos fazendo de tudo para não deixar nenhum niteroiense desamparado nesse momento de crise”, disse Neves.

Outra medida para conter o avanço do novo coronavírus na cidade é a distribuição de kits de limpeza, com sabonete, sabão em pó, água sanitária, álcool e detergente. As equipes do Programa Médico de Família já entregaram, de porta em porta, mais de 50 mil kits. A distribuição continua até domingo. Serão beneficiadas 80 mil famílias.

Vacinação contra gripe – O secretário municipal de Saúde, Rodrigo Oliveira, informa que já foi atingida 85% da meta de vacinação dos idosos contra a gripe na cidade. Aproximadamente 2 mil pessoas já foram vacinadas em casa. Não haverá vacinação nesta sexta-feira (10), feriado. A campanha será retomada na segunda-feira.

Casos confirmados – O prefeito confirmou a morte de mais dois moradores da cidade pelo novo coronavírus: um homem, de 89 anos, que residia no Fonseca, mas estava em uma instituição de longa permanência no Rio de Janeiro, e uma mulher de 73 anos, moradora de Icaraí que tinha histórico de doença neurológica e hipertensão. No total, a cidade possui 117 casos confirmados de Covid-19, dos quais: 5 óbitos, 27 pacientes hospitalizados (15 em UTI), 34 em isolamento domiciliar, sendo acompanhados pela Fundação Municipal de Saúde, e 45 pessoas recuperadas da doença.

Hospital Oceânico - Rodrigo Neves também relatou a dificuldade de adquirir insumos e equipamentos, em especial respiradores, para as unidades de saúde. Nesta sexta (10) será inaugurado o Hospital Oceânico em um prédio arrendado e adaptado pela Prefeitura de Niterói em 20 dias, para se tornar o primeiro hospital especializado no tratamento da Covid-19.

“Não recebemos nem equipamentos nem recursos do governo federal. Esses investimentos estão sendo feitos com recursos da Prefeitura. Os aparelhos encomendados na China – maior produtora do mundo – mas são retidos nos aeroportos da Europa e Estados Unidos e não estão chegando no Brasil”, contou o prefeito. Ele agradeceu a parceria do Governo do Estado na doação de 15 respiradores que serão usados no Hospital Oceânico.

O prefeito lembra que Niterói viveu duas grandes tragédias e não quer que essa seja mais uma.

“Vivemos dois momentos muito ruins na cidade. Os mais antigos vão lembrar do incêndio no circo que 503 pessoas morreram. Um pouco mais recente, 267 pessoas foram soterradas no deslizamento do Bumba. Não vamos permitir que isso se repita. Atrás de cada número, tem um nome, uma vida e uma família. Faça sua parte, fique em casa!”, volto a pedir Rodrigo Neves.